SEM DOMÍNIO traz para você aquilo que realmente interessa na comunicação: INFORMAÇÃO SEM MANIPULAÇÃO.

O SEM DOMÍNIO oferece para você a informação sem manipulação. Livre de patrocínios governamentais ou do marketing de interesse, construímos um ambiente multiplataforma de comunicação e diálogo aberto e livre.

Blog dos nossos Colunistas

Aqui você encontra as publicações de nossos grupo de colunistas. Acesse nosso blog e fique por dentro da informação sem manipulação.

Cortes, resenhas e lacrações

No Youtube, mantemos um canal com os melhores momentos de nossas entrevistas. São cortes trazendo o melhor conteúdo, resenhas com as melhores explicações e, as melhores lacrações!

Transmissões ao vivo

Aqui você acessa nosso canal no Twitch.tv e pode assistir ao vivo ou rever nossas entrevistas feitas ao vivo. Sempre às 18:30hs do Brasil, trazemos entrevistas interessantes, com gente real, com informação fiel!

As entrevistas e reportagens (em construção)

Nesse canal do youtube, trazemos as entrevistas que não podem ser realizadas ao vivo por conta do fuso horário ou de outras dificuldades. Também compartilhamos aqui, reportagens feitas por nossos parceiros e equipe.

Coluna semana de Ogier Buchi na Plataforma Sem Domínio em parceria com o Jornal Impacto Paraná – 09/07/2021

Já em 2016, foi eleita a palavra do ano pelos Dicionários  Oxford, e merece uma lembrança do seu significado “é o qualificativo das circunstancias em que fatos objetivos são menos influentes na opinião publica que os apelos emocionais e as crenças pessoais”. Assim posto, seria a pós-verdade não apenas um sinônimo das não menos famosas fake News, mas, sobretudo, de convicção, vez que, falsas ou verdadeiras, as informações são divulgadas ou excluídas não pela sua veracidade, mas pela adequação ás crenças valores de cada sujeito. 

Evidente para todos que tal indisponibilidade a verificação a se daria, em tese, por razão  direta do tipo de racionalidade instrumental, pragmatista e utilitarista que compõe ao conhecimento e a posterior retórica das pessoas. O que me interessa aqui é provocar o leitor quanto à falta de racionalidade contemporânea e suas consequências imediatas e mediatas! Visitei na construção desta coluna conceitos, em especial de Rodrigo Seixas da UFMG, entre outros autores! 

PÓS-VERDADE

PÓS –VERDADE II

De fato na miríade de situações que nos oferece a realidade brasileira é bem difícil pontuar onde a pós-verdade cria mais problemas e é mais deletéria para o nosso processo civilizatório! Obrigo-me, entretanto a correr o risco de deixar de fora desta análise situações relevantes, o que é natural lembrando a racionalidade deste escriba, aqui em provação! 

De plano analiso o Supremo Tribunal Federal que criou mercê voto de Fachin a mais destacável pós-verdade da história deste País, a saber, a inocência presumível de Lulla! A adequação das crenças do Ministro excluiu a veracidade e os fatos objetivos aplicáveis a conduta do condenado, permitindo mercê de filigranas jurídicas de plano adequá-lo a lei eleitoral, permitindo assim que ele percorra os sinuosos caminhos eleitorais. 

A mesma pós- verdade  permitiu construir um raciocínio que sustentado por enorme parcela ideologizada do mundo jurídico que de imediato foi sufragado por não menos relevante parcela da imprensa falada, escrita, televisiva e de mídia alternativa, busca diuturnamente destruir a segurança jurídica, e como consequência destruir a estabilidade democrática a tanto custo obtida. 

A militância ardente e apaixonada de Ministros do Supremo seja pela causa partidária petista seja por minorias ou maiorias que representam a sociedade, atenta para o cumprimento da obrigação de cada um deles que é julgar de acordo com a lei. 

Além do exposto, a Corte composta em sua minoria por Juízes de origem trás consigo o habito adquirido ao longo da vida profissional dos advogados  de apresentar lado em perniciosa adição ao supra exposto, que contamina seus atos e provoca o que se nomina “JUDICIALIZAÇÃO” que nada mais é que a intervenção danosa do Judiciário invadindo competências de Executivo e Legislativo!  

A grande imprensa brasileira, bem assim em minúsculo, porque minúscula senão invisível é sua isenção, faz campanha dia e noite para desconstruir o resultado eleitoral de 2018, fazendo valer a racionalidade instrumental de cada jornalista de acordo com seu viés político partidário, que se adiciona no caso com sua ardente defesa do sectarismo de minorias que entendem valido impor a sociedade suas opções como se estas fossem as únicas a disposição do livre arbítrio!  

O grande desafio de cada um e de todos é saber separar as informações que deseje ou não o individuo o bombardeiam com infernal consistência e insistência e não cair no engodo, na esparrela de formar sua opinião com base na pós-verdade de terceiros! 


Randolfe, Omar e Renan

E O OSMARZINHO O PALHAÇO CHEFE? 

Pois não é de ver que Osmar Aziz do alto de sua história pessoal e familiar de corrupção resolver ter um chilique de proporções ainda não passível de avaliação? 

Depois de mandar prender um servidor público de carreira com base no poder de polícia conferido ao Senado pelo artigo 52 da Constituição Brasileira, prisão que foi estraçalhada em poucas horas, o indigitado resolveu atacar o Símbolo Nacional chamado Forças Armadas. Com efeito, esticou a corda estabelecendo um momento histórico. 

Tenho lido as mais diferentes interpretações sobre o fato, e é claro desde logo os senadores em especial o Presidente do Senado imediatamente passaram a enxugar gelo ou se preferir o leitor passar pano!  

Não posso admitir que, nesta altura da vida nacional, as Forças Armadas deixem passar uma postura desmoralizatória desta envergadura. Por mais que se deseje fugir da gravidade do fato, é chegada a hora de dar um basta nesta sórdida estratégia de desconstrução da cidadania e da democracia brasileiras. 

Não é possível que aceitemos com passividade bovina que meliantes como esse ser, Azis, (acompanhado de seus pares de CPI) continuem atentando com virulência dessa magnitude o resultado das urnas em 2018. 

CHEGOU A HORA! 

Tenho assistido repetidas manifestações do Presidente da República pedindo apoio da cidadania brasileira para suporte de seu mandato. O povo não lhe tem faltado. Em todos os momentos em que se expõe publicamente, tem recebido maciça manifestação favorável. É dizer histórico de locutor esportivo: “o teeeeeempo passa”, e é inexorável. 

Chegou à hora, Presidente. Ninguém mais aceita a solerte tentativa de inversão do mandato presidencial, seja por força das repetidas ações do Supremo Tribunal Federal, seja por força da classe política que desrespeita a vontade popular. 

Do Presidente, se espera que deixe o discurso e tome as atitudes necessárias para obedecer à vontade popular! 

REGIONAIS 

  1. E a Represa do Miringuava, Governador? É verdade que não há dinheiro para dar continuidade às obras, mesmo com os Diretores recebendo sessentola por mês? 
  2. Mudou a bandeira e o Greca já voltou pra TV? MAS JÁ? 
  3. Tenho ouvido de alguns deputados que a modelagem do pedágio não será exatamente como tem sido descrita pelo time do Governador. Não quero acreditar que alguém (quem quer que seja) tenha a ousadia de mentir para o povo do Paraná, em qualquer assunto que se refira a esse malfadado pedágio. 
  4. E a viagem para Foz do Iguaçu, para falar do Paraná 5.0? A fixação da galera pela tecnologia não me assusta: o que me surpreende é a facilidade de mentir, quando o assunto é esse. 

ORAÇÃO DE OGIER BUCHI 

Em favor de todos que ainda não foram vacinados. Amém. 

%d blogueiros gostam disto: